Sinopse

Em determinado Tempo, num determinado Espaço, aquelas determinadas Pessoas, permitiram-se desvendar tudo aquilo que se escondeu, tudo aquilo que era até ai invisível. Agora não há como fugir, não há como voltar atrás, não há como negar que o caminho para a consciência é a dura realidade de tudo aquilo que é verdade... Chegou o momento da vertigem. Aquela vertigem que só nos levará a um fim... Ou talvez não.

 

 

Ficha Artística e Técnica

Tradução Fernando Mora Ramos e Isabel Lopes
Encenação Marco Paiva
Interpretação João de Brito, Leonor Cabral e Tomé Quirino
Desenho de Luz Jochen Pasternacki
Cenografia e figurinos Marco Fonseca
Design Gráfico Bruno “Bua”
Fotografia José Goulão
Produção LAMA

 

 

Locais dos Espetáculos

13 e 14 de Julho de 2012 Teatro das Figuras (Faro)
18 a 21 de Outubro de 2012 Teatro Comuna (Lisboa)
6 e 7 de dezembro de 2012 Fórum Romeu Correia (Almada)

 

 

Galeria